Blog

Muros que valorizam o projeto

Compartilhar no Facebook Tweetar
11.07.2017


O uso de muros em residências remonta aos primórdios da humanidade. Inicialmente, tinham a função de proteger contra a entrada de invasores, auxiliando também na determinação dos limites de cada terreno. Com o passar do tempo, ganharam também a missão de incrementar a estética da casa, contribuindo na beleza do lar como um todo.

No Brasil, os muros de alvenaria tornaram-se os mais presentes com a expansão do uso do concreto. Entretanto, diversas outras soluções surgiram e diversificaram a maneira de cercar o imóvel. As grades, por exemplo, sempre foram opções de grande utilização. Podem ser feitas de vergalhões corrugados ou lisos, perfis, tubos metálicos, alumínio, peças de madeira, entre outros, que podem variar em dimensões, orientações, desenhos e até composições de materiais diversos. Esse tipo de produto deve sempre estar de acordo com o projeto arquitetônico, mantendo a harmonia do conjunto.

Outra possibilidade é usar gradis. São comprados prontos e parafusados entre si, e ficam ótimos quando associados a determinados tipos de vegetação. Há ainda os alambrados, que não costumam ser caros e podem ser erguidos rapidamente. São perfeitos para o controle de animais e permitem muita visibilidade, além de boa iluminação e ventilação. São muito presentes também as chapas perfuradas nos portões, possuindo inúmeros modelos, variando desde aspectos bastante transparentes até os completamente fechados.

Em um país como o Brasil, dono da maior biodiversidade do mundo, não é uma surpresa a grande utilização de cercas vivas. Sempre foram sucesso na Europa, e por aqui não seria diferente. É uma solução econômica e sustentável, que pode garantir um isolamento visual eficiente, bem como efeito estético cativante. Deve-se utilizar plantas que tenham grande volume de copa desde a base do tronco, como é o caso do pinheirinho e do sansão do campo, que chega a ter 300 espinhos por metro quadrado e pode rapidamente atingir dois metros de altura. Independentemente da espécie selecionada, é preciso ter cuidados rotineiros com plantio, adubo e rega, mantendo sua estrutura segura e saudável.

Seja qual for o modelo escolhido, é importante lembrar que o fechamento do terreno pode estar sob regulamentação de legislações específicas. Em zonas urbanas, deve-se checar o código de obras do município no que se refere às dimensões permitidas para os muros. A Audax Construções presta assessoria completa nesse sentido, trazendo informações valiosas tanto na execução quanto na escolha dos materiais e na elaboração do projeto.


Audax Construções

© 2016. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Demand Tecnologia